1.07.2013

Bilhetes suicidas

       " Os bilhetes estão reproduzidos abaixo, com nomes fictícios,  ordenados por idades e separados pelos gêneros masculino e feminino. Na análise, visando facilitar localizá-los rapidamente, sempre que quiser ou se fizer necessário, após a citação de cada parte dos bilhetes serão citados entre parênteses o sexo (M = Masculino e F = Feminino) e a idade de quem os escreveu. Os outros dados - cor, meio, forma da mensagem e observações - estão colocados de acordo com as indicações do perito e foram mantidos, ainda que estejam imprecisos, porque mesmo assim podem auxiliar na análise."

\\


Sexo, Idade : F, 20 
Cor : Parda 
Meio: Tiro na cabeça 
Forma de mensagem: manuscrito a tinta esferográfica azul 

"São Paulo 18 de julho de l988 
Edu estou deixando esta carta para mostrar a você o que sinto e o que estou sentindo. 
Edu são 2:15 hs da madrugada não consegui dormir um minuto se quer esta tudo doendo dentro de mim só em pensar que ti perdi de verdade. 
Du porque você fingiu, porque você mentiu para mim este tempo todo. Du não estou agüentando mais, está sendo duro resistir esta dor tão grande que estou sentindo dentro de mim e por viver assim preferi morrer. 
Edu quando lembrar-se de mim lembre-se que ti amei e amei de verdade"




\\

Sexo, Idade : F, 22
Cor : branca
Meio : precipitação em queda livre
Forma de mensagem: manuscrito
Obs: modelo

"Carlos
Eu precisava tanto falar contigo, pena, você não deixou. Vou morrer te amando. Eu te amo loucamente. Tudo o que fiz de errado, foi uma necessidade de estar com você outra vez.
Você não quiz me ouvir. Agora será impossível me ouvir outra vez. Eu te amo. Se tomei esta iniciativa foi simplesmente pelo fato de saber que nunca mais o teria de volta.
Por mim, peça desculpas à minha mãe. Diga a ela que eu a amo muito também porém não encontrei mais nenhuma existência para mim. Eu te amo, tudo o que fiz foi porque o amava demais. Tentei explicar isto à minha mãe: não se preocupe, será impossível te ligar outra vez.
                                                (assinatura)
Eu, Márcia, dou meus olhos, meus cabelos e meu sangue a quem
precisar.
Juro estar dizendo a verdade, perante todos e a Deus.
                                                       (assinatura)
Sem ele não viver mais.
                                  (assinatura)"
\\

Conteúdo do site: http://www.avesso.net/suicid6.htm


Bruno Rodrigues

0 Deixe sua opinião:

Postar um comentário

 

© 2009Pack do Suicida | by TNB